Para as mulheres.

Bom dia!!!
Hoje eu ainda acordei com a frase que ouvi do Dr.Luiz Cushnir.  Em entrevista ao Vida melhor ele disse: “Quanto mais mulher você for, mais homem será o seu companheiro.”
É interessante como devemos ser honestas com nossas vontades, com nosso jeito de ser, enfim, com a nossa essência.
Fazer pelo outro aquilo que é importante pro outro, mas que não é natural e inerente a nossa essência, muitas vezes nos tira a integridade ( entenda aqui integridade como estar inteira ) e faz com que o parceiro sinta-se diminuído. É importante, principalmente para o homem que ele tenha chances de ser homem, de cuidar, de prover e desempenhar a masculinidade dele. Nós mulheres, com nossa tendência maternal, e no meu caso ainda uma tendência a soberba e super controle, devemos ficar atentas para não fazer o companheiro se sentir desprestigiado, por que “nós damos conta de tudo”. Será que realmente damos conta de tudo? E ele pode ainda entender que não apostamos no potencial dele. Por fim, nós mesmas acabamos com uma infinita carência.
Querer ser além das possibilidades da alma, pode acarretar um terrível desequilíbrio conjugal. Pense em quem você é. Examine suas necessidades e respeite seus próprios limites. Coloque- os com amor ao seu parceiro. Ele é capaz de te compreender, ele é capaz de te ajudar, de te apoiar e principalmente de te amar. Dê chances para que isso aconteça. Não tente ser a “mulher maravilha” (não damos conta de ser…. ) uma hora você chora, fica carente, precisa de colo. A bíblia fala que a “mulher sábia edifica a casa e a tola a destrói”. A bíblia também fala da necessidade de sermos honestas e verdadeiras com nosso sentimentos,  nos ensina a colocar limites, porque o próprio Deus é um Deus de limites. Tá na sua mão ter um relacionamento saudável. Seja saudável! Seja inteira! Seja você! Quanto mais você for real, clara, verdadeira, MULHER… mais chances terá de viver algo que preencha o seu coração e te dê alegria e prazer.
Demorei muito tempo para entender tudo isso e confesso que é um exercício diário, examinar a minha alma e entender quais são as minhas prioridades, meus anseios, minhas carências. É um exercício me dar a chance de ser cuidada. Precisamos pensar em nós mesmas isoladas da relação família, da relação homem mulher. Quem somos nós? Quem eu sou?? O que eu quero? O que eu preciso?
Na maioria das vezes a minha tendência é enxergar egoísmo nessas perguntas, mas ando descobrindo que só assim o outro, nosso parceiro, amigo, marido…têm a chance de ser inteiro e se sentir valorado.
Quando deixamos que o outro cresça, ele cresce e nos devolve o que precisamos.
Perceba que você não é  a mais competente da relação, que você não é a mais forte, que você não é a mais capaz! Temos todos, homens e mulheres, qualidades, defeitos, força e fraqueza.
Dê a chance do parceiro desempenhar a força e a coragem que ele tem. Ele vai se sentir respeitado e estimulado a ser cada vez mais um GRANDE homem para você.
Minha mãe sempre fala ” ninguém muda ninguém” e eu completo, que podemos provocar mudanças no outro quando mudamos atitudes em nós mesmas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
site